Hey Street

heystreet.com

Hey Street

COTIDIANO E OS DESCONHECIDOS QUE NOS ENSINAM COISAS.

03/08/2015
Por: fernanda

Sem Título-4

É bem fácil perder o rumo e ficar triste, afinal é quase como um requerimento para ser humano ressaltar as piores coisas e esquecer de agradecer pelas coisas boas que acontecem. E quase sempre a gente entra em recuperação na matéria chamada vida por não saber o que fazer. Mas não tem problema em não saber, faz parte do processo, o problema é esquecer de se inspirar todos os dias. E não é por falta de algo para se inspirar, porque se a gente se esforçar um pouquinho para enxergar mais os detalhes que acontecem no nosso dia-a-dia, vamos ver que muita coisa boa para gente absorver. E eu acho que estar positivo também estar ligado na forma que a gente enxerga o mundo. Você pode ir para o trabalho e pensar que sua vida é uma droga, ou você pode ir para o trabalho e pensar que esse emprego ruim vai te dar a oportunidade de juntar dinheiro e ir viajar para o lugar que você sempre sonhou. E nem sempre é apagando um pensamento ruim com algo que você quer que você vai enxergar o melhor da vida, as vezes você só precisa olhar para o lado e ver o que o seu próprio mundo tem para te ensinar, ou o que algumas pessoas que passam por ele podem te dizer, e você a elas, como um ciclo do bem, sabe?

Acredito muito na frase ” A gente precisa morrer todo dia para se sentir vivo novamente”, e também acredito que a gente precisa passar por todas essas coisas ruins e pensamentos negativos, para aprender a olhar certas aulas que a vida nos disponibiliza diariamente. A gente meio que desacredita nas coisas as vezes, no amor, nas pessoas, mas que isso não seja uma certeza, apenas uma dúvida que a todo momento pode ser alimentada por alguma pessoa legal que te faz sorrir no decorrer dos dias, a longo ou a curto prazo. E são tantas pessoas que passam pelo nosso caminho e que a gente não sabe do que são capazes, das histórias que colecionam ou das coisas incríveis que já fizeram na vida, ou das dores que já sentiram. Desde que eu coloquei na minha cabeça que eu ia virar a fotógrafa que eu sempre quis ser, antes mesmo até de ter minha câmera profissional e de determinar o estilo que eu queria para mim, comecei a praticar o hábito de enxergar antes de olhar. E olha que eu ainda estou no caminho de saber quem de fato eu sou no mundo.

Sem-Título-7

No decorrer do ano passado, tirei algumas fotos em alguma saída que fiz, indo para o meu antigo trabalho que não me agradava, indo para algum lugar que me faria feliz ou sei lá, apenas indo. As fotos foram com o celular, que era o que tinha no momento em que tais coisas aconteceram. E por algum motivo, essas pessoas me ensinaram coisas.

Sem-Título-7 - Cópia

O senhor que vende colares, me ensinou tudo que eu não sabia sobre pedras preciosas. A senhora que fazia touca para alguém e fazia cada ponto com um sorriso no rosto, me disse que ela fica feliz por saber que alguém ficará mais bonito graças a algo que ela sabe fazer e fez a vida toda com sua mãe, e que é sempre um jeito de resgatar lembranças. O senhor parado na porta, é um dos maiores ouvires do Brasil, já fez joias incríveis para várias joalherias famosas, ninguém o conhece, e ele não liga por que ELE sabe de tudo que já fez e é capaz de fazer, e ninguém além dele precisa saber. E na outra foto, o filho dele fazendo o mesmo que o pai. O vendedor de algodão doce, que cumprimentava todos que passavam dizendo ” Se não comprar um algodão doce, pelo menos sorria e faça da sua vida um doce”. Os meninos no ônibus, que por algum motivo decidiram me dizer que eu era linda e que não podia esquecer disso nunca, me fizeram ir para o trabalho mais feliz. O mecânico que consertou minha maquina de lavar e que não parava de conversar comigo, dizendo que a gente só vai ser bom de fato em algo, se a gente verdadeiramente acreditar nisso, mas sempre fazendo por onde, porque a gente não vira bom em algo só acreditando. Músicos mostrando suas paixões, e não precisaram me falar nada para que eu sentisse isso.

Sem-Título-7 - Cópia - Cópia

Sem-Título-5

TODAS AS FOTOS SÃO DE AUTORIA MINHA – FERNANDA CÂNDIDO – HEYSTREET.COM.
Espero que tenham gostado do post. Me contem sobre os desconhecidos que te ensinaram algo também <3

A EVOLUÇÃO DA MODA NOS ÚLTIMOS 100 ANOS

30/07/2015
Por: fernanda

maxresdefault

Quando eu fazia curso de produção de moda, minha professora de marketing, para explicar sobre Coolhunting, que é um termo do marketing que tem a ver com a previsão de futuras tendências e mudanças na moda e consequentemente no consumo, nos mostrou o vídeo ” 100 YEARS / STYLE / EAST LONDON ” para ilustrar toda a mudança que a moda sofreu nos últimos 100 anos, e como tudo na moda pode ser “reciclado”. Simplesmente depois que vi esse vídeo, desejei que fizessem outros do tipo de tanto que amei, e parece que esse ano meu pedido foi ouvido, pois surgiram vários videos mostrando a evolução da moda e da beleza ao redor do mundo. Separei os melhores que vi até agora!





Espero que tenham gostado do post, comentem o que acharam <3


LISTA DE SEBOS E LIVRARIAS AQUI NO RIO DE JANEIRO

29/07/2015
Por: fernanda

Sou completamente viciada em livros, mas principalmente em livros baratos. Desde que descobri o mundo dos sebos, não quero outra vida. Além de poder trocar livros que você não lê mais dependendo do sebo, você pode vender e faturar alguma graninha também. E engana-se quem acha que só por que o livro foi comprado no sebo que é velho, sujo e ruim, já comprei muito livro NOVO, nunca usado e ainda lacradinho e com cheiro de página recém impressa. Decidi postar uma lista com os sebos que visitei nos últimos meses, e minhas últimas aquisições também. Obvio que tem mais sebos pelo Rio de janeiro, e pretendo conhecer todos, mas até agora só visitei esses.

fdgh

MINHAS COMPRAS:

 Comprei ou troquei todos esses livros em alguns desses sebos que estão listados aqui no post, devo ter gasto no máximo uns 150 reais com TODOS eles, e apenas um deles foi usado. Se eu pesquisar todos os livros na saraiva ou em qualquer outra livraria, vou ter visto o tamanho da economia que foi. Se vocês quiserem, posso resenhar esses livros em algum outro post também <3

65465dvdv
_DSC7783
_DSC7784
_DSC7785
_DSC7787
_DSC7788

CASAL DE IDOSOS GANHA FOTOS INSPIRADAS NO FILME “UP”

29/07/2015
Por: fernanda

casal-idosos-up-altas-aventuras-5

Se tem um hábito que eu não abro mão, é o de passar horas vendo sessões de fotos que contem alguma história vivida pelos fotografados. Acho até que esse hábito que me inspirou a ter feito fotografia e hoje ser fotógrafa. E sem dúvidas essa foi a sessão de fotos que mais me tocou nos últimos meses, tanto pelo filme usado como fonte de inspiração (que é um dos meus favoritos), como pelo amor do casal expressado através das fotos. É de se emocionar e de morrer com tanta fofura.

O casal Nina e Gramps, que está junto a 61 anos, não tinha nenhuma foto juntos depois do casamento, e a fotógrafa e esposa de um dos netos de casal, Lauren Wells decidiu dar de presente para os dois uma sessão de fotos lindissíma. Foi tudo feito com tanta delicadeza e carinho que o resultado não poderia ser outro. O filme é lindo e triste, e mesmo não sendo totalmente parecido com a história do casal, as fotos conseguiram reproduzir o amor dos dois e a mensagem que o filme quer passar. Simplesmente quero fotografar meus avós também, que já estão juntos a 50 anos e são os amores da minha vida.

casal-idosos-up-altas-aventuras-1casal-idosos-up-altas-aventuras-2
casal-idosos-up-altas-aventuras-3
casal-idosos-up-altas-aventuras-4
casal-idosos-up-altas-aventuras-6
casal-idosos-up-altas-aventuras-8
UpAnniversary-10-650x433
UpAnniversary-60-650x973
UpAnniversary-69-650x973

EFEITO DUPLA EXPOSIÇÃO NO PHOTOSHOP

09/07/2015
Por: fernanda

corredor

Primeiro de tudo,  para quem não sabe, exposição é a quantidade de luz que o sensor da câmera recebe para criar a foto, podendo ficar super exposta ou subexposta dependendo da quantidade de luz recebida (Isso vou explicar com calma em um outro post direitinho). Já a dupla exposição é uma técnica fotográfica analógica que consiste em expor um negativo duas ou várias vezes, ou explicando de uma forma mais simples, é quando duas fotos são colocadas uma por cima da outra, ficando sobrepostas. Eu particularmente acho um efeito maravilhoso. Se você tiver uma câmera analógica, vale super apena experimentar essa técnica, nem que seja só pelo simples fato de aprender algo novo e ter um resultado diferente nas suas fotos.

Hoje em dia algumas câmeras digitais mais recentes também possui essa opção, como a minha por exemplo, a Nikon D7100. Mas para quem gosta do efeito mas não tem alguma câmera que ofereça esse recurso, no photoshop é muito fácil. Depois que você ver esse tutorial vai se perguntar como não fez isso antes de tão simples e rápido que é.

 

Sem-Título-11

Sem-Título-5

Espero que tenham gostado do tutorial de hoje e que utilizem bastante <3

TODO O CONTEÚDO DO POST FOI FEITO POR MIM , FERNANDA CÂNDIDO- HEY STREET.COM

AQUELE GRITO EM SILÊNCIO

06/07/2015
Por: fernanda

558

Quando eu fico quieta, eu grito por dentro. Mas quando o grito é estridente, só se escuta barulho. As palavras perdem forma. As paredes começam a rachar. Por que de uma certa maneira, nosso corpo é como uma casa. A cada grito em silêncio algo se parte por dentro como se fosse uma marreta destruindo as colunas principais. Ninguém vê. Ninguém ouve. Quem grita é a coragem pedindo direção enquanto a vida sussurra e vai acontecendo sem um rumo certo. E nem sempre é a gente que dá esse rumo. E acabamos ouvindo o medo, que fala manso, se permite ser entendido. E o nascer do sol é adiado para o dia seguinte. E para o dia seguinte novamente.

E o que passa pela triagem interna durante a fila de espera entre o que aconteceu com a gente, o que acontece e o que acontecerá ,resulta no que vamos deixar para o mundo ver e para o nosso espelho se aliviar. Será que desistir de algo que tanto insisto me deixa mais fraca? Ou é o que me faz existir hoje e ser o que sou agora. Talvez a melhor coisa que não me aconteceu foi a melhor coisa que pode ter acontecido. Vai saber. Tenho pressa, e cisma em me render a um passado que é melhor que o presente, mas que infelizmente nunca aconteceu. Hora errada. Lugar errado. Pessoas erradas. Meu “eu” errado. Ainda assim é mais fácil de lidar do que tudo que já me marcou. Já o que ainda não aconteceu, dá aquela gastrite nervosa e aquela sensação de primeira vez que aterroriza até os mais experientes. Para onde ir? Apenas ir. É melhor sentir seu corpo te desafiando, do que não sentir.

Digamos que a vida seja como uma viagem de carro sem mapa. Por sorte a gente se confunde de esquina e para na esquina certa da nossa vida. Mas como vamos saber que a esquina certa da nossa vida é a primeira esquina que viramos? Se no mundo existe um milhão de esquinas possíveis para gente estacionar? Se vamos estacionar no lugar certo ou na vaga errada, e levar uma multa por isso, não sabemos. E sabe se lá quando vamos saber. Será que o horóscopo estava certo e eu devia ter deixado de sair de casa naquela terça-feira? Por que realmente choveu e eu não estava preparada. Mas não procurei uma marquise para esperar a chuva acalmar, me molhei como se a chuva pudesse limpar algo por dentro. E é isso que a vida faz de certa forma, clareia algo por dentro cada vez que a gente entra pra se entregar. Na trajetória as botas ficam mais sujas e gastas,e os pés mais cansados, mas algo se acalma também.

Aquela velha frase de ” Precisamos nos perder para nos encontrar” soa como uma espécie de conforto. Como se fosse uma rede que te impede de dar com a cara no chão ao pular do décimo quinto andar. De vez em sempre nosso grito interno tenta falar com a gente através de metáforas. Não entendemos muito bem, ficamos confusos. E na maioria vezes ele só quer dizer que precisa que a gente viva mais. E isso não significa no momento, que a felicidade vai estar ali junto também. Ela vai aparecer de vez em quando, quase sempre junto com alguma tristeza já diluída, já arquivada. Mas a vida, ela estará aqui o tempo todo enquanto o sangue ainda for bombeado por todo nosso corpo. Nos perdemos em algumas coisas, nos encontramos em outras.

E como saberemos ao certo se aquele sonho que a gente tem toda noite antes de fechar os olhos, que não deixa o nosso corpo já amortecido pelo cansaço encerrar o dia, se manterá vivo todos os dias? Vivendo. E obvio que coisas ruins irão acontecer, mais do que gostaria, mais do que espera-se e quando menos se esperar. Mas existe uma pequena possibilidade de que exatamente essas coisas, te levem para o lugar que você precisa estar. Dentro de você. Em algum lugar.

As vezes quando a gente escreve, respondemos todas as perguntas que fazemos para vida.

FOTO E TEXTO POR FERNANDA CÂNDIDO – HEY STREET.

Rio Rock & Blues Club e um festival de música que fotografei

03/07/2015
Por: fernanda

No final do ano passado fui prestigiar as bandas de alguns amigos meus em um festival que aconteceu no Rio Rock & Blues Club, que até então eu não conhecia e super vim indicar hoje. O lugar tem uma vibe muito boa, com muita música, comida, bebida e uma decoração sensacional. Para quem não conhece, vale a pena dar uma conferida e chamar os amigos para tomar umas bebidas, comer bem e ouvir boa música.

O local tem quatro andares e quem é associado pode curtir shows no final de semana. São dois bares, um no primeiro e outro no terceiro andar onde servem cerveijas, drinks e tem um menu que parece ser ótimo, mas a única coisa que posso indicar do menu é o filé com molho madeira que foi a única coisa que experimentei. Durante o show das bandas fiz alguns cliques sem compromisso, só por que realmente estava afim de aproveitar o lugar para fotografar. Já faz quase um ano que esse evento rolou, mas como fotografias são eternas e devem ser compartilhadas, cá estou eu postando sobre.

E preciso compartilhar meu ódio com essa iluminação com laser. Além de quase estragarem as fotos podem queimar o sensor da câmera caso a gente por descuido aponte para a luz. Mas em alguns casos o efeito é lindo, então é uma relação de ódio com uma pitada de amor. Espero que curtam as fotos e sigam a minha indicação e passem lá, para quem quiser dá um confere o endereço é : R. Riachuelo, 20 – Centro, Rio de Janeiro – RJ .

cervmatazul
bate
bateristaum
ber-2
alguem amigdiveorafaele
berndao
guitarrasd
rafa
rafazul
rafoniu
tocandoiu
frank
kiu
lokbecie  bernardo15629275628_6e3a74c2bb_o

 

Espero que tenham gostado do post :)

FOTOS E TEXTO POR FERNANDA CÂNDIDO – HEY STREET.

COMO AMAR SEU PAPEL DE TROUXA EM 5 LIÇÕES

30/06/2015
Por: fernanda

jimpk5

Sabe aquele ditado que diz que se a gente tiver limões é adicionar vodka e tomar uma caipirinha ? Com seu papel de trouxa você pode muito mais, só que como você é trouxa você não percebeu isso ainda. Infelizmente esse post não vai ajudar no aumento do seu pênis ou fazer o nudes mandado não ser visto pelo boy que você queria que te achasse moça de familia. Agora do mesmo jeito que você finge falar no telefone desligado quando passa alguém que você não quer falar na rua, você vai aprender a tratar seu papel de trouxa como um grande aliado para o seu crescimento.

1- SABE AQUELE VÁCUO? USE-O COMO MOTIVO PARA FAZER ALGO NA VIDA.

Você manda aquela mensagem fofa ou desabafa horrores, a pessoa visualiza e responde depois de 5 meses. Você faz o que? espera 5 meses olhando para a tela do celular até quase virar um novo integrante da série the walking dead ou morre logo de vez. Ao invés de aumentar a quilometragem do seu papel de trouxa graças a um vácuo que só distancia você do boy ou da amiga ingrata que quando quer desabafar você responde na hora, experimente transformar seu papel de trouxa em arte para vender na praia. Se você é de humanas e já faz isso, parabéns, você não é tão trouxa assim.

2- QUANDO MANDAR MENSAGEM SEM QUERER PARA A PESSOA INDESEJADA

Você está de boas no celular quando bate saudade daquela pessoa que você não tinha nem que ter ainda no facebook, mas ainda tem por que é trouxa. Você então decide olhar as conversas antigas, e além de descobrir que foi mais trouxa do que imaginava, sem querer manda aquela mãozinha debochada do facebook. Não precisa ficar triste e achar que o seu papel de trouxa aumentou, aproveite o momento para se tocar e excluir a pessoa de vez. Se não foi por coragem, vai por constrangimento.

3- QUANDO RECEBER MENOS TROCO E FICAR NA PIOR FINAL DO MÊS

Você vai lá em uma loja marota e compra algo que com certeza você não precisava, pega o troco sem olhar ou conta o troco errado por que nunca na vida prestou atenção nas aulas de matemática e não sabe fazer conta rápida direito. Quando chega em casa você percebe que o troco de vinte reais que você deveria receber na verdade foi de dois. Ao invés de chorar pelo dinheiro perdido e pelo papel de trouxa aumentado, use isso de motivação para virar budista e desapegar dos bens materiais.

4-  QUANDO MANDAR NUDES SEM QUERER
tumblr_nl2nk0F4k91uq2g0eo1_1280

Você tirou aquela selfie marota e quer mandar para o seu melhor amigo no whatszap avaliar antes de postar  e ganhar  um total de cinco likes de gente de israel que te segue no instagram sem motivo aparente. Na hora de mandar, seu papel de trouxa te fez ser trouxa a ponto de enviar aquele nude proibidão ou aquele print maroto da benga do amigo para a pessoa errada. Ao invés de reclamar do papel de trouxa, use disso para motivação de valorizar seu corpo, quebrando tabus com relação ao nu e faça uma palestra sobre o assunto para o desconhecido.

5- QUANDO NÃO É CORRESPONDIDO NO AMOR 

Você conheceu aquela pessoa super legal na balada, conversaram horrores e você decidiu ali mesmo o nome dos seus cinco filhos. Ele não sabe que você já colocou ele em um relacionamento sério, mentalmente falando. Depois de decidir até a cor das flores que vão estar no casamento, você percebe graças a seu papel de trouxa que o boy não sabe que ele está com você e possivelmente nem lembra seu nome. Você acha ele nesses aplicativos de relacionamentos, começam a conversar e você percebe que ele terminou com você antes mesmo de fazerem aniversário de namoro de  um final de semana. Ao invés de chorar com seu papel de trouxa que nesse momento é capaz de encher uma fábrica de papel, pegue isso como motivação e escreva um livro.

Não importa o tamanho do seu papel de trouxa, o que realmente faz você trouxa é continuar levando essas situações que estão mais para post-its de uma forma negativa. Rir é o melhor remédio, seja ganhando batata frita na promoção do mc donald ou com um vácuo. Quanto mais chata a gente for com a vida, mais chata a vida vai ser com a gente. Espero que tenham gostado desse post, beijinhos :)

ANOS 90 E 2000, E AS COISAS QUE SÓ QUEM VIVEU NESSAS ÉPOCAS VAI LEMBRAR.

28/06/2015
Por: fernanda

Eu nasci em 1995, minha infância começou nos anos 90 e terminou nos anos 2000. Só eu sei da invejinha branca que tenho dos adolescentes dessas duas épocas, mas não tenho do que reclamar da minha infância, cheia de roupas fashion, brinquedos, formação de bandas covers, dançar na boquinha da garrafa com o é o tchan e comer doces que dão de dez a zero nos doces de hoje em dia. Sinto muito pelos meus futuros filhos e pelas crianças de hoje, por que os anos 90 e 2000 que eram vida.

Em meio a toda essa nostalgia que me dominou nessa manhã quando achei um cd do é o tchan na selva, decidi compartilhar da minha saudade em ser criança nas melhores épocas da vida, e com certeza muitos vão se identificar.

df
Molin-Maleta-de-Pintura-Completa-Patati-PatatC3A1-Colorido-Molin-5942-75885-2

Eu confesso, eu era uma grande ostentadora de maletas de canetinha quando era criança, era praticamente um Mc Guimé dos anos 90, só que ao invés de plaquê de 100, dentro de um Citroën eram canetinhas mesmo. E quem viveu nessa época sabe, não tinha nada mais ostentador do que chegar com uma maletinha dessas enquanto a maioria da turma tinha apenas uma caixa de 24 cores. Grandes ilustradores nasceram por causa dessas maletas.

6565

Toda festinha de criança TINHA que tocar é o tchan, e não importa se você não fosse loira, todo mundo encarnava a Carla Perez e fazia a dança na boquinha da garrafa. Era a época em que o funk era divertido e todo mundo curtia rebolar na inocência com letras poéticas como:  “Tudo que é perfeito a gente pega pelo braço, joga lá pro meio, mete em cima, mete embaixo.” ou ” Pau que nasce torto, nunca se endireita, menina que requebra mãe pega na cabeça.”. Grandes pensadores contemporâneos começaram ai.

telefone

Uma das coisas que mais amava quando chegava da escola era pegar meu telefone e ligar para minha melhor amiga que eu acabei de ver ou até colocar mais de uma amiga na mesma linha e se perder em meio a papos que nem a gente mesmo entendia do que se tratava. E quando o telefone tocava, mesmo que o telefone estivesse do nosso lado, a gente tinha que sair correndo para atender. Não é que nem hoje em dia que o telefone é usado apenas para receber ligações de operadora de telefone, noticias de morte de parentes, cancelamento de tv acabo ou ligações de bandidos dizendo que alguém da sua família foi sequestrado, tipo um irmão que você nem tem. O melhor jeito de fofocar era pelo telefone, sem risco do print do whats vazar na internet. E sem dúvidas o pior castigo era ficar sem telefone, isso que era morte de verdade, mas também, a cada conta de telefone era uma pequena falência.

figurinhas album-de-figurinhas-power-rangers-a-serie-da-tv-14437-MLB3037315699_082012-F

Se você era o amigo que completava o álbum de figurinhas primeiro e tinha várias figurinhas para trocar, você se transformava automaticamente em uma das pessoas mais populares da escola. Era como ser uma espécie de traficante, só que sem drogas e o lance da ilegalidade. E haja dinheiro para comprar figurinhas e acompanhar as tendências em álbuns, por que tinha álbum de tudo, e se você não tivesse os álbuns tops do momento, sua popularidade ficava em risco. Eu mesma revendia figurinhas, foi minha primeira experiência de negócios, e muitos que faziam isso antigamente ,hoje se tornaram os melhores vendedores de produtos como Jequiti ou Mary kay, nossa escola da vida começou ali irmãos.

565656
Tamagotchi

Só quem teve um tamagotchi sabe o que é amor de mãe de verdade. Quem não teve um tamagotchi pra cuidar, com certeza não será uma mãe boa no futuro. Eu mesma já tive em torno de 20 tamagotchi’s diferentes, e quando me virem no futuro com um filho saberão que essa criança é muito bem cuidada. O único lado negativo é que diferente dos tamagotchi’s, as crianças não vem com aquele buraquinho que a gente enfia uma agulha pra ressuscitar (Mais conhecido como reset).

cartas
b58bb831919a75190622665ba2c90bd4

Quem nunca escreveu cartinhas de aniversário para as amigas ou fez msn durante a aula não sabe o que é whatszap de verdade. Emoticons eram verdadeiras obras de artes desenhados com caneta gel com cheiro de frutas, e a gente conhecia a letra das pessoas tão bem, que quando um papelzinho surgia por acaso perto da gente, sabíamos de quem era. Hoje em dia se nosso amigo souber escrever algo sem ser por meio de abreviações já é uma vitória, mesmo que ele continue na escola até os 60. Mas nada era pior do que o professor pegando a cartinha durante a aula e lendo em voz alta, a gente sabia ali quem teria pré-disposição a ter um ataque cardíaco pela expressão.

doces

capa1

Eu juro que não sei como não virei diabética nos anos 2000. Os doces eram tão doces, que o teor de açúcar no sangue subia só de estar no mesmo ambiente que o doce. Os meus favoritos eram aqueles pirulitos que vinham com um pózinho que estourava na boca, as docenetas, o leite condensado mocinha,  as balas de ursinho e os pirulitos de colocar no dedo ( Esses ainda existem e mesmo com 20 anos na cara ainda compro quando dá vontade.). Os preços eram tão bons que até o kinder já foi barato um dia.

5454

Quem nunca quis ter uma banda de cagarem quando era criança? De preferência covers das spicers, Backstreet boys, britney ou no meu caso, RBD. Lembro que eu tinha uma banda com umas amiguinhas da escola, a gente não ensaiava nunca, mas contávamos para todo mundo que nossa banda era do babado.  E o mais legal é que a fama subia na cabeça de algumas integrantes da minha banda cover, que elas acreditavam de verdade se parecerem com alguma integrante da banda real. O bom é que uma hora elas perceberam que só o branco dos olhos não é suficiente pra se parecer com alguém né migues.

8983
oirdio-capa1

Os anos 90 foi  a época com as músicas e bandas mais legais do mundo, o povo tinha uma inspiração do caramba na hora de compor as músicas que marcaram a época. Lembro que até as músicas de funk com o Claudinho e bochecha eram hits quentíssimos do momento. E grandes bandas como Nirvana, Pearl Jam, Foo Fighters e RadioHead começavam a tocar o terror por ai e movimentar os jovens da época. Queria ter passado a adolescência nos anos 90, mas ao invés disso estava chupando dedo ao som de Eliana enquanto o melhor da música surgia.

5656 Britney-Spears-Denim-look

A liberdade de expressão dessas duas épocas eram tão grandes, que todo mundo era estiloso, até quem usava pochetes de couro.  E os conjuntinhos super tendência ? Eu tinha um conjuntinho jeans maravilhoso que super superava as roupas da Britney e do Justin. Mas nada superava os sapatos plataforma das spicers, ou os tênis que piscavam quando você andava e os que tinham rodinhas atrás (Eu tive todos os três modelos). Um pensamento que eu sempre tive: Imagina tacar na cabeça de alguém um sapato desses?

87556

tumblr_le36gvenCF1qz4d4bo1_500

Quem brincou nos anos 90 e 2000 brincou de verdade. Você podia até jogar video-games de vez em quando, mas nada superava uma brincadeira na rua com todos seus amigos juntos. E o mais legal é que a gente era tão criativo, que se a gente já tivesse brincado de todas as brincadeiras conhecidas e não tivesse mais nada para brincar, criávamos algo completamente novo. Policia e ladrão, detetive, pique-pega, queimada… tacar os tênis na fiação de luz ( essa eu nunca brinquei, mas sempre via, então sinal que a brincadera era boa mesmo), entre outras.

geloucos

24-geloucosgelocosmicos-coca-cola_MLB-F-3987079770_032013

Se tinha uma coisa que eu amava quando criança eram  os Geloucos, nem gostava de coca-cola, mas olha, o marketing foi tão bom que passei até a tomar na época. E era um vício tão grande, que se você não tivesse todos, rolava até um sentimento de abstinência. E as brincadeiras com os Geloucos eram tão sem sentido, que faziam tudo ter sentido. Grandes colecionadores e viciados em compras online começaram ai.

Com certeza tem muito mais coisa para lembrar, como por exemplo o jogo da cobrinha no celular tijolão, ver três espiãs demais depois da aula e sonhar ter todo os apetrechos,  quando a sessão da tarde só repetia a lagoa azul todos os dias em todas as versões possíveis  ou passava aqueles filmes de cachorros falantes que decidem viajar pelo mundo. Comentem o que vocês lembram dessa época, essa nostalgia é tão gostosa que é muito bom dividir com quem passou por tudo isso <3

RESENHA: LEIA ISTO SE QUER TIRAR FOTOS INCRÍVEIS.

26/06/2015
Por: fernanda

_DSC7048-3

“Não julgue o livro pela capa” talvez seja uma das frases que mais ignoro quando compro um livro. Mesmo a capa deste livro sendo completamente simples, achei maravilhosa, ainda mais por que tinha uma etiqueta vermelha de promoção com o valor de preço de 29,90 colada bem na capa. Mas para quem não tiver minha sorte, ele está atualmente custando 49,90 em qualquer livraria.

Ah, e você não precisa ter uma câmera profissional para comprar esse livro, para aprender de verdade a gente começa em passos pequenos. O livro tem um tamanho ótimo e uma linguagem super objetiva e gostosa, dá para você leva-lo na sua bolsa e ler quando estiver no ônibus. Eu acabei de ler ele no mesmo dia que comprei, no caminho do shopping para minha casa, e a leitura é tão gostosa e o conteúdo muito bem formulado que você vai sentir vontade de ter uma segunda edição do livro assim que terminar de lê-lo.

O livro é composto por fotografias maravilhosas, dos maiores 50 fotógrafos do mundo, e traz em pauta que para ser um bom fotografo é necessário primeiramente fotografar o mundo com os olhos, e só depois com o equipamento. O livro também traz algumas dicas de composição, exposição e conceitos básicos, mas o que o autor queria mesmo como proposta nesse livro é que os iniciantes, fotógrafos profissionais ou apenas apaixonados pela arte da fotografia ampliassem a forma como enxergam o mundo através de uma lente. Eu mesmo depois de ter me formado em fotografia, sempre dou uma olhada nele quando quero me inspirar, por que acredito que tenha sido essa a intenção do Carroll ( Intima) ao escrever esse livro, INSPIRAR. Tenho certeza de que quem comprar esse livro vai AMAR!

_DSC7129
_DSC7127-295956655455499965656_DSC7098_DSC7101_DSC7117_DSC7110_DSC7135_DSC7137-2_DSC7109
5456

 

Espero que tenham gostado desse post, e me contem por comentário se já leram esse livro ou se tem alguma indicação bacana. Sou uma colecionadora de livros de fotografia e moda, quando mais informação sobre esses assuntos melhor <3

FOTOS E TEXTO POR FERNANDA CÂNDIDO – HEY STREET.

Design por fernanda Cândido | Codificação por Luiz Soares(lhms67@gmail.com)/FanPage : Facebook