Hey Street

heystreet.com

Hey Street

COTIDIANO E OS DESCONHECIDOS QUE NOS ENSINAM COISAS.

03/08/2015
Por: fernanda

Sem Título-4

É bem fácil perder o rumo e ficar triste, afinal é quase como um requerimento para ser humano ressaltar as piores coisas e esquecer de agradecer pelas coisas boas que acontecem. E quase sempre a gente entra em recuperação na matéria chamada vida por não saber o que fazer. Mas não tem problema em não saber, faz parte do processo, o problema é esquecer de se inspirar todos os dias. E não é por falta de algo para se inspirar, porque se a gente se esforçar um pouquinho para enxergar mais os detalhes que acontecem no nosso dia-a-dia, vamos ver que muita coisa boa para gente absorver. E eu acho que estar positivo também estar ligado na forma que a gente enxerga o mundo. Você pode ir para o trabalho e pensar que sua vida é uma droga, ou você pode ir para o trabalho e pensar que esse emprego ruim vai te dar a oportunidade de juntar dinheiro e ir viajar para o lugar que você sempre sonhou. E nem sempre é apagando um pensamento ruim com algo que você quer que você vai enxergar o melhor da vida, as vezes você só precisa olhar para o lado e ver o que o seu próprio mundo tem para te ensinar, ou o que algumas pessoas que passam por ele podem te dizer, e você a elas, como um ciclo do bem, sabe?

Acredito muito na frase ” A gente precisa morrer todo dia para se sentir vivo novamente”, e também acredito que a gente precisa passar por todas essas coisas ruins e pensamentos negativos, para aprender a olhar certas aulas que a vida nos disponibiliza diariamente. A gente meio que desacredita nas coisas as vezes, no amor, nas pessoas, mas que isso não seja uma certeza, apenas uma dúvida que a todo momento pode ser alimentada por alguma pessoa legal que te faz sorrir no decorrer dos dias, a longo ou a curto prazo. E são tantas pessoas que passam pelo nosso caminho e que a gente não sabe do que são capazes, das histórias que colecionam ou das coisas incríveis que já fizeram na vida, ou das dores que já sentiram. Desde que eu coloquei na minha cabeça que eu ia virar a fotógrafa que eu sempre quis ser, antes mesmo até de ter minha câmera profissional e de determinar o estilo que eu queria para mim, comecei a praticar o hábito de enxergar antes de olhar. E olha que eu ainda estou no caminho de saber quem de fato eu sou no mundo.

Sem-Título-7

No decorrer do ano passado, tirei algumas fotos em alguma saída que fiz, indo para o meu antigo trabalho que não me agradava, indo para algum lugar que me faria feliz ou sei lá, apenas indo. As fotos foram com o celular, que era o que tinha no momento em que tais coisas aconteceram. E por algum motivo, essas pessoas me ensinaram coisas.

Sem-Título-7 - Cópia

O senhor que vende colares, me ensinou tudo que eu não sabia sobre pedras preciosas. A senhora que fazia touca para alguém e fazia cada ponto com um sorriso no rosto, me disse que ela fica feliz por saber que alguém ficará mais bonito graças a algo que ela sabe fazer e fez a vida toda com sua mãe, e que é sempre um jeito de resgatar lembranças. O senhor parado na porta, é um dos maiores ouvires do Brasil, já fez joias incríveis para várias joalherias famosas, ninguém o conhece, e ele não liga por que ELE sabe de tudo que já fez e é capaz de fazer, e ninguém além dele precisa saber. E na outra foto, o filho dele fazendo o mesmo que o pai. O vendedor de algodão doce, que cumprimentava todos que passavam dizendo ” Se não comprar um algodão doce, pelo menos sorria e faça da sua vida um doce”. Os meninos no ônibus, que por algum motivo decidiram me dizer que eu era linda e que não podia esquecer disso nunca, me fizeram ir para o trabalho mais feliz. O mecânico que consertou minha maquina de lavar e que não parava de conversar comigo, dizendo que a gente só vai ser bom de fato em algo, se a gente verdadeiramente acreditar nisso, mas sempre fazendo por onde, porque a gente não vira bom em algo só acreditando. Músicos mostrando suas paixões, e não precisaram me falar nada para que eu sentisse isso.

Sem-Título-7 - Cópia - Cópia

Sem-Título-5

TODAS AS FOTOS SÃO DE AUTORIA MINHA – FERNANDA CÂNDIDO – HEYSTREET.COM.
Espero que tenham gostado do post. Me contem sobre os desconhecidos que te ensinaram algo também <3

2 Comentários para "COTIDIANO E OS DESCONHECIDOS QUE NOS ENSINAM COISAS."

  1. Fernanda eu sempre me identifiquei muito com você, desde o seu antigo blog.
    Sabe, essa sua forma de ver o mundo, de aprender com as pessoas, de conseguir enxergar nelas esse tipo de coisa, eu sei bem como é isso. Eu amo conhecer pessoas que me inspiram de alguma forma, que me contam uma história boa, que me deixam algo de lembrança pra eu caminhar com mais leveza, hoje essa pessoa foi você.
    Adorei esse post e amo suas fotografias, você sabe disso, espero um dia ser talentosa assim como você, porque é minha paixão e também quero como profissão.
    Espero também que um dia eu possa te conhecer pessoalmente pra gente trocar umas ideias e talvez uns cliques.
    Beijo ♥

    • fernanda says:

      AI, nossa, me emocionei com o seu comentário, de verdade! Fiquei sem palavras para poder te responder e agradecer esse carinho tão puro que você está me dando, é muito lindo. Tenho certeza que um dia vamos nos conhecer, trocar experiências, eu te passarei toda a experiência que já tenho. Pode ter certeza que desejo todo sucesso e luz para que você consiga brilhar e realizar esse sonho de fotografar também, na verdade tenho certeza que você é muito capaz. Sempre que precisar conversar, pode me chamar <3

      Beijooooooo e um abraço muito apertado daqueles esmagadores mesmo, tipo de urso <3

Deixe o seu comentário!

Cancelar Resposta

Design por fernanda Cândido | Codificação por Luiz Soares(lhms67@gmail.com)/FanPage : Facebook